jogando conversa fora sobre Viagens

Sete dias na Croácia – 2/2

14 de novembro, 2016

Continuando com as indicações da Croácia, hoje vou falar sobre os custos da viagem.

Passagens

Nesse ponto a minha indicação se complica um pouco. Como fomos da Inglaterra a passagem foi bem mais barata por ser eh um voo de apenas duas horas. Em uma pesquisa rápida no Submarino Viagens, um voo saindo de Sao Paulo GRU pra Split na Croácia fica em aproximadamente em R$ 2.810,40 na última semana de agosto. Esses preços podem variar de acordo com a época e também de tempos em tempos você pode achar alguma promoção, mas de qualquer forma o preco nao eh diferente da maioria dos voos pra Europa.

Se você mora na Inglaterra, o preço da passagem de Londres (Luton) pra Split foi de £170,00 pra dois adultos ida e volta. Provavelmente os voos saindo de qualquer lugar da europa vão ser aproximadamente o mesmo valor.

Acomodação:

Nos últimos anos eu tenho gostado muito de apartamentos alugados no estilo Airbnb. Eu nunca gostei de hotel, acho o clima meio formal e pouco sociável. Sempre amei hostels (conheci meu marido em um) mas acho que estou ficando um pouco velha pra isso, já que o barulho e o comportamento das pessoas em volta tem me afetado bastante. Desde a primeira experiência com o Airbnb eu decidi que essa seria a melhor forma de viajar pra mim, porque de fato me sinto parte da cidade, como se eu morasse ali por muito tempo.

Decidimos então ficar em um apartamento alugado, na região central de Split. A localização era maravilhosa, porque estávamos a vinte minutos de caminhada do centro histórico (Diocletian Palace) e 15 minutos de caminhada da praia. Além disso a gente tinha supermercados, padarias, farmácias, restaurantes e bares em volta. Não alugamos pelo Airbnb, acho que a cidade ainda não se acostumou com o serviço, mas achamos o apartamento pelo Booking.com. O valor do apartamento pra duas pessoas por 7 dias foi de €120,00. O lugar tinha 2 quartos, varanda, cozinha toda equipada, banheiro e uma vista maravilhosa pro mar e pro Marjan. A dona do apartamento foi muito prestativa e quando perguntamos sobre os passeios que deveríamos fazer ela ligou pra uma amiga que era guia turística, que nos deu todas as informações que precisávamos.

Transporte:

Como a cidade não é das maiores a gente foi andando pra todos os lugares, andamos a cidade de cabo a rabo. O ponto alto da nossa andança foi a escalada do monte Marjan, que não é bem uma escalada, mas eh uma subida um pouco mais pesada que requer paciência e fôlego. Além da caminhada, a gente usou muito Uber, que funciona muito bem inclusive. A gente achou carros com muita facilidade, inclusive a noite. Em geral as corridas saiam em torno de €5,00 cada uma.

Comida:

Split fica na região da Dalmácia (que eh de onde vem o cachorro Dalmata, se você está se perguntando isso) que eh uma região muito rica em frutos do mar. Se você não gosta de peixe ou nada que venha de água salgada, acho que vai ser um pouco complicado se virar em Split, basicamente todos os restaurantes tem como especialidade esses pratos, mas eh claro que também dá pra achar pratos vegetarianos e além disso comida italiana é bem presente em todo os lugares, já que a Itália está do outro mar Adriático, a 50 minutos de avião. Mas se você, assim como eu, adora peixe esse eh o lugar pra se estar. Prove também o azeite, azeitonas, lula, calamari, espaguete, e não deixe de forma alguma de provar os queijos e vinhos locais. Outra coisa IMPERDÍVEL é a bebida local Rakia, que é uma espécie de licor de vários sabores. Tem de cereja, nozes, anis, mel, ervas e até rosas (!) e mais uma infinidade de sabores que vão de damasco e figo e pêssego. Se você não bebe eu recomendo um refrigerante que se chama Pipi, é uma espécie de fanta local, eh muito bom e além de tudo eh bem mais barato do que os refrigerantes conhecidos.

Valores das coisas:

De forma geral as coisas tem um preço OK. São os preços normais de uma cidade turística. Mas quanto vc quer gastar vai de acordo com o tipo de viagem que vc quer fazer. Você pode querer comer nos bons restaurantes todos os dias no almoço e jantar, beber os vinhos mais caros e comer sobremesa em todas as refeições. Ou você pode escolher apenas um restaurante mais conhecido pra conhecer a legítima culinária local e no resto dos dias comer as comidas mais baratas e fast food. Nós fomos no caminho do meio. Dia sim, dia não jantamos em um bom restaurante local, no almoço comíamos algo mais barato e mais leve, tomamos vinhos locais e dividimos sobremesa. Depende de fato do que vc quer, dá pra arranjar qualquer coisa.

Um prato com frutos do mar em um restaurante sai por aproximadamente 130 kunas, que seria R$60,00. Uma pizza grande no centro da cidade pode sair em média 35 kn, R$17,00.

Os croatas são pessoas maravilhosas, o país ainda não é um destino tão conhecido, como Itália ou Espanha por exemplo, portanto aquele clima de multidão e mau humor ainda nao chegou por lá, mas acredito que vá se tornar mais popular com o passar do tempo. Se você for nadar compre uma máscara de mergulho e sapatilhas de natação, não esqueça do protetor solar e tire fotos de tudo.

Comenta aí: