jogando conversa fora sobre Viagens

Sete dias na Croácia – 1/2

16 de outubro, 2016

Esse post ficou originalmente com cinco páginas no Google Docs, por isso decidi dividi-lo em duas partes pra facilitar a vida de todo mundo.

Mês passado, pra comemorar o aniversário de 2 anos de casamento, fomos passar uma semana na Croácia. Desde que nos casamos entramos em um acordo de nunca darmos presente no aniversário de casamento, em vez disso fazemos uma viagem, que na verdade serve como presente pra nós dois, afinal, a gente aproveita junto e com mesma intensidade. Decidimos usar a mesma lógica também pra presentes de natal e dia dos namorados.

A viagem spoiler alert foi maravilhosa. Visitamos a cidade de Split, e na verdade poderíamos ter visitado outras cidades na Croácia e até mesmo em outros países com todo esse tempo, mas o nosso estilo de viagem é esse, ficar em um lugar só e aproveitar o máximo possível. Fomos no final do verão, mas ainda pegamos o tempo bom e a praia. A comida é boa, o povo é maravilhoso e de forma geral não tenho nada do que reclamar ou criticar. Mas vou tentar resumir o passeio de forma prática e dar algumas dicas pra quem quiser fazer da Croácia o próximo destino.

O básico

A moeda da Croácia é a Kuna, a lingua é o croata, a capital é Zagreb. Obrigado se diz “hvala” (se pronuncia rrvala), bom dia se diz “dobro jutro” (dobro iutro) e tchau se diz ciao (como no italiano). Em Split a grande maioria das pessoas fala inglês, alguns melhor, outros não tão bom, mas você consegue se comunicar sem problemas.

O que fazer

Vou começar com todos os passeios que fizemos, depois disso vou falar de cada aspecto da viagem separadamente.

Diocletian’s Palace:

O Diocletian é a cidade romana antiga, onde fica o centro histórico da cidade. Todas as ruas são bem estreitas e o lugar é muito bem conservado. O ponto principal é a praça onde está a torre do sino. Ande em volta, explore os becos, as ruas e entradas. Esse lugar é conhecido por ter sido uma das locações do Game of Thrones, muitas das cenas de Meereen foram gravadas aqui. A cidade tem algumas lojas com temática da série, uma loja em específico tem até mesmo uma escultura de dragão do tamanho de uma pessoa adulta. Além de espadas, escudos, camisetas, action figures, bijuterias. O nome da loja é Here Be Dragons. Se você estiver interessado nas locações de King’s Landing, vale uma visita a Dubrovnik, que fica a 3 horas de barco ou de carro de Split.

Praias

A cidade tem 3 praias diferentes que basicamente ficam na mesma extensão. A principal é Bačvice, é bem movimentada e a água é mais morna. Tem lugar pra deitar e é um bom ponto pra pegar um sol. A vista também é bem bonita. Mas se você prefere um lugar mais calmo, vá seguindo o caminho à sua esquerda que você vai encontrar outras duas praias menores, Ovčice e Firule, onde o movimento é mais tranquilo mas a água é mais gelada. Se você quer uma dica romântica, compre um vinho e sente em Ovčice pra observar o pôr do sol, que na minha opinião, é o mais bonito que já vi.

Marjan

O monte Marjan (pronunciado Marian) tem 178 m de altura e fica ahh oeste do Diocletian Palace. Pra chegar ao topo você vai subindo uma escadaria interminável. Você pode achar a entrada pras escadas de diversos pontos, a gente foi a partir da Trumbićeva obala. Na metade da subida tem um restaurante/café onde você pode fazer uma pausa pra uma água, um ar e continuar subindo. Se preferir você pode ficar por ali mesmo, a vista já vale a pena. Agora se você decidir continuar subindo, que foi o que fizemos, ainda tem um caminho longo pela frente. No total foram aproximadamente 50 minutos de subida, em um ritmo calmo, parando pra tirar fotos e pra apreciar a vista, que é maravilhosa. No topo do morro, que é onde tem a bandeira da Croácia hasteada, a vista é maravilhosa, dá pra ver todas as partes da cidade e também as ilhas em volta. A descida é mais tranquila e na volta você pode ir diretamente pro Diocletian e comer em um dos restaurantes do centro histórico.

Plitviče

O Parque Nacional dos Lagos de Plitviče é um lugar impressionante, de tirar o fôlego. A paisagem parece ter saído de dentro de um conto de fadas. Eu não conseguia parar de olhar pra cor da água, que tem uma mistura maravilhosa e hipnótica de azul com verde. A transparencia da água é impressionante, as cachoeiras, as montanhas e tudo em volta faz com que você se sinta em um filme do Senhor dos Anéis. O parque fica ao norte de Split, a duas horas e meia de carro. Tem alguns ônibus de excursão que saem de Split pra Plitviče se você preferir. O parque é MUITO grande, mas você pode escolher o que você quer ver e ajustar pra quantidade de tempo e ânimo que você tiver. Nós fizemos como sempre o meio termo. Fomos no modo quase hard, fizemos uma caminhada de três horas e meia, deixamos uma das partes do parque de fora porque começou a chover ficamos ensopados, inclusive. Mas escolhemos fazer uma trilha que seguia pela floresta que ia até o topo de uma das montanhas. A subida a princípio foi bem cansativa, mas depois se ameniza e a vista do topo da montanha, vendo os lagos e cachoeiras de cima com certeza vale a pena. O valor da entrada é de 110 Kunas (R$ 55,00) durante o verão. Você pode verificar todos os valores, inclusive estacionamento aqui no site.

Krka

Krka também é um Parque nacional no mesmo estilo Plitviče, só que bem menor. Ele fica a uma hora de carro de Split. O maior diferencial desse parque é que, ao contrato de Plitviče, tem uma área onde você pode nadar nas cachoeiras. Se você quer ver um pouco da natureza da Croácia e nao tem tanto ânimo assim pra encarar uma caminhada de três horas esse é o lugar ideal. Você pode fazer a caminhada inteira em trinta minutos se quiser, mas se você parar, tirar fotos, nadar nas cachoeiras e aproveitar a paisagem o passeio demora em média uma hora e meia. Fica aqui as informações de entrada e estacionamento do parque.

Hvar

Esse foi de longe o passeio mais legal. Hvar é uma das mais de mil ilhas da Croácia e uma das maiores e mais importantes. A cidade também tem o mesmo estilo romano de construções ancestrais de Split. A cidade não é tão grande e dá pra explorar tudo em algumas horas. Mas o melhor programa pra se fazer em Hvar é alugar um barco pequeno e sair explorando as ilhas menores que tem em volta. Alugamos um barco por 80 Kunas (R$ 37,00) pro dia inteiro, mas saímos por volta das 13:00h e voltamos às 18:00h. Visitamos cinco ilhas em volta, e algumas delas eram completamente inabitadas. Uma das melhores coisas desses passeios é parar o barco perto de uma dessas ilhas e nadar usando a máscara de mergulho. A água é transparente e a vista no fundo do mar é impressionante.

Se você decidir fazer esse passeio fique atento porque muitas das praias nessas ilhas são praias de nudismo, portanto, se você se incomoda com nudez fique esperto porque os peitinhos aparecem desavisadamente. Mas se não, aproveite e fique tranquilo, as pessoas nesses lugares tratam isso com bastante naturalidade.

Passeios que não fizemos mas você pode se interessar

O nosso objetivo nessa viagem era de descansar, relaxar e fazer nada. O que tínhamos em mente era basicamente passar sete dias comendo frutos do mar, bebendo vinho e deitar na praia. Acabamos fazendo bem mais do que planejamos, afinal, não conseguimos ficar parados. Mas alguns dos passeios em Split eram muito interessantes porém longos, cansativos e desgastantes. Mas se você está a procura de paisagens maravilhosas e difíceis de serem encontradas preciso recomendar A Blue Cave e a Blue Lagoon. As fotos desses dois lugares são verdadeiros paraísos, mas o desafio de se ver essas belezas é passar duas horas em um barco de velocidade só pra chegar lá. Mais duas horas no caminho de volta, e essa viagem não é recomendada se você é daqueles que sente enjoo em barcos. Pesquise, leia e se informe antes de decidir se essa é uma prioridade pra sua viagem.

Comenta aí: